Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Guest Post: A propaganda é boa ou má?

por Alda Telles, em 19.05.14
 Por Luís Rosendo*


Assisti há dias, na Aljazeera, a um programa interessante que punha em confronto a cobertura feita pelos meios de comunicação ocidentais, em particular os americanos, e a feita pelos russos, sobre a situação da Ucrânia.

Achei muito interessante a abordagem porque mostrou algo a que não estamos habituados. Isto é, a pôr em causa os nossos bastiões da democracia ocidental pela forma como manipulam a informação e constroem a realidade que consumimos.

 

Aliás, nada que não tivesse acontecido na Europa, em plena crise das dívidas soberanas. Foi soberba a mobilização dos meios de comunicação nacionais e internacionais a empurrarem os países periféricos para os resgates e a criarem a tese de que não havia outra alternativa.

Fosse eu investigador desta área e já tinha produzido um sem número de papers sobre o assunto.

Como profissional de comunicação, resta-me apenas verificar que estas técnicas funcionam, estão de boa saúde e recomendam-se.

 

O problema é que corremos sempre o risco de haver uns bandos de mal-intencionados que as usam da pior maneira. Como sempre.

 

 

* Managing Director da Young & Rubicam Public Relations

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:24

Mensagens


1 comentário

Sem imagem de perfil

De José Ferreira a 20.05.2014 às 18:06

Ora aí está uma questão interessante, para ser analisada. Será que os media omitem os factos tal como os percepcionamos e a comunicação está mais direccionada para agradar expectativas mesmo que para isso tenham que faltar à verdade.
Um público alvo, que por (de)formação educacional tem estereótipos, e para o qual a verdade (os factos) não são importantes, mas sim o acomodar os factos à informação e vice-versa.
A estação de TV que cita, não tem seguramente grandes audiências no ocidente, apesar de ter um jornalismo, que no mínimo está ao nível da CNN e da SkyNews. Vários factores contribuem para esse facto mas o preconceito será sem dúvida um deles.
Curioso que em vésperas de eleições europeias os melhores artigos de opinião que li sobre a importância destas eleições para a Europa, o papel dos eurodeputados no Parlamento Europeu e a importância destas eleições para cada um dos países que fazem parte da União, não foram nem de jornais europeus, nem portugueses.

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.