Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



E se víssemos os anúncios uns dos outros?

por Alda Telles, em 05.05.10
[caption id="attachment_295" align="alignnone" width="305" caption="Campanha da marca de genéricos Winthrop - Outubro de 2009"][/caption][caption id="attachment_296" align="alignnone" width="221" caption="Campanha Vulcano - Abril 2010"][/caption]Ao ver estas duas campanhas, em que a imagem utilizada é a mesma, apetece-me perguntar onde andam os criativos da nossa praça?!?!O recurso a bancos de imagens é prática comum, mas não o deveria ser também a análise do mercado, principalmente num mercado de reduzida dimensão, como é o caso do português?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:41

Mensagens


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Lulu Asma a 05.05.2010 às 19:29

Não me choca. Nem me parece que haja motivo para buz.

A coincidente utilização de imagens não significa necessariamente - como é patente neste caso - que haja falta de criatividade, ou inpsiração de uma na outra.

As imagens são escolhidas directamente nos sites dos bancos de imagem, com uma pesquisa por palavras-chave, por isso é natural que apareçam em várias pesquisas, mas na altura da compra dos direitosm, os bancos de Imagem até informam quando uma imagem está a ser utilizada por outro cliente e há riscos de conflitos.

No caso desta coincidência:
- o conceito é totalmente diferente (pelo que não há que questionar os criativos nacionais).
- as imagens até foram customizadas para servirem os propósitos e as mensagens da sua utilização
- os targets a que se dirigem são totalmente diferentes,
- As veiculações não são simultâneas...
- Ñão sabemos onde foram veiculadas, com que intensidade...

Quando se fala em fazer benchmark ao mercado, verifica-se em prioridade o mercado concorrente. É utópico poder prenteder conhecer tudo o que se faz em publicidade, mesmo num país como Portugal.
Quanto muito pode dizer-se que esta imagem tem valor, e que há falta de mais imagens de qualidade.
Resumindo: os Lusíadas e os Maias foram escritos com as mesmas palavras, mas nem por isso os seus autores deixaram de ser criativos.
Sem imagem de perfil

De Joana Valeriano a 06.05.2010 às 09:05

Ao recorrermos a Bancos de Imagem, corremos sempre o risco da imagem por nós escolhida o ser também escolhida por outra empresa. Quando questiono onde andam os nossos criativos, e quando sugiro a análise do mercado, é justamente por saber que o nosso mercado é tão pequeno em que, regra geral, tudo se sabe e conhece, facto que nos possibilita a avaliação concreta na utilização de determinadas imagens ou conceitos.

No caso desta imagem em particular, ela foi também utilizada para ilustra a capa de um livro de Jorge Bucay, revelando a excelente qualidade da imagem em causa.
Sem imagem de perfil

De Cláudia Bernardo a 06.05.2010 às 09:52

Obviamente que a criatividade de uma campanha não se esgota na utilização de uma imagem....seríamos todos “criativos” se assim fosse.
No entanto, parece-me que neste caso específico os bancos teriam seguramente uma alternativa de imagem que servisse os objectivos da campanha e do cliente, não desvirtuando o conceito criativo. É caso para dizer “não havia necessidade”....

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Calendário

Maio 2010

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.