Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



To rate ou not to rate, that is the question

por Alda Telles, em 30.04.10
A propósito da última revisão em baixa da Standard&Poor's, notando Portugal com um modesto A-, importa saber - o que são afinal estas agências?As agências de rating internacionais são empresas que avaliam a capacidade de um determinado país ou empresa em cumprir os seus compromissos financeiros. E a capacidade em cumprir o pagamento, ou o risco de não o cumprir, determina o valor a pagar pelos empréstimos que o Estado, Bancos ou empresas vão contrair lá fora.Resumindo e baralhando e de uma forma muito simplista, o resultado desta nossa última avaliação não deverá andar muito longe de:
  • O Estado vai encontrar formas de passar este acréscimo do preço do dinheiro para terceiros, ou seja, os contribuintes.
  • Os Bancos, não querem nem podem perder as suas margens de lucro logo, encontrarão também ferramentas para contornarem esta questão, ou seja, os clientes vão pagar mais pelos empréstimos contraídos.
  • As grandes empresas, arranjarão também elas formas de dar a volta ao problema, aumentando um tudo ou nada os preços de venda dos seus produtos/serviços ou emagrecendo as regalias extra dos seus colaboradores.
  • As pequenas e médias empresas, muito provavelmente e se conseguirem sobreviver, passarão a micro e pequenas empresas, desacelerando de tal forma os seus investimentos a níveis nunca antes imaginados, que contribuirão para um crescimento económico negativo ou muito perto do zero.
Posto isto, questiono-me sobre a oportunidade da avaliação do rating de Portugal, agravando a nossa situação financeira internacional, colocando em causa a viabilidade económica do país e afogando contribuintes e empresas.Já agora... se os países e as empresas são avaliados, quem avalia as agências de rating? Sim, porque se estas agências avaliam países, deveriam também elas ver avaliada a sua competência, isenção e transparência.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:35

Mensagens


3 comentários

Sem imagem de perfil

De commonsense a 01.05.2010 às 19:57

Boa pergunta. Está a ser pensada, e mesmo preparada, uma alteração legislativa europeia que obrigue à creditação das agências de rating.

Mas, pior ainda, as agências de ratinga podem estra combinadas com os possíveis financiadores de modo a permitir, com 'oportunas' baixas de rating, que estes consigam colocar a taxas altas fundos que obtiveram a taxas baixas, realizndo assim lucros chorudos.

Tudo isto me cheira muito mal.
Sem imagem de perfil

De Alda Telles a 01.05.2010 às 22:02

A reputação das agências de rating é de facto cada vez mais duvidosa e posta em causa. A acreditação por organismos europeus ou mesmo a criação de uma ou mais agências de rating europeias são propostas que são faladas e estão a ser estudadas. Mas, para já, o que temos são as 3 grandes, todas americanas, que, apesar das "argoladas" como a do Lehman, continuam a reinar. Temos que viver com elas. Por isso, o ataque ao euro (que, é bom notar, até serve os interesses das exportações alemãs para os mercados fora da UE) só pode ser combatido com uma política europeia ainda mais ambiciosa que a preconizada pelo Tratado de Lisboa. é necessário uma política monetária absolutamente inequívoca, com emissão de dívida centralizada e não individual de cada estado-membro. E, claro, uma verdadeira união política. Esta crise é a demonstração da fragilidade do projecto europeu, e péssimo sinal para o futuro.
Sem imagem de perfil

De commonsense a 01.05.2010 às 22:10

Toda a razão, Alda Teles. Não o diria melhor. É isso mesmo

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.