Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



[caption id="attachment_249" align="aligncenter" width="614" caption="Capas dos jornais hoje no Reino Unido"][/caption]

Gordon Brown está a viver um dos maiores pesadelos que um político em vésperas de eleições pode viver. Foi difundida uma conversa privada com o seu staff (creio que pela Sky News)  e cuja novela podemos ver aqui.

É provável que este episódio não tenha uma influência decisiva nas votações. Nesta altura, quem não gosta de Brown tem mais motivos para alimentar ódios, quem já pretendia votar Labour não levará o desabafo a peito. Pelo menos, uma sondagem ontem do Sun (que o jornal, significtivamente, não publicou) revelou que a maioria dos ingleses não se sentiu especialmente incomodada com os comentários.Em termos de comunicação, o "Bigotgate" suscita duas questões que me interessam. A primeira, a divulgação de uma conversa completa e inequivocamente privada entre Brown e o seu staff, dentro do seu carro, com a porta fechada. O facto de o microfone ter ficado ligado não justifica, na minha opinião, que a estação de televisão tenha utilizado o que designo de verdadeiras "escutas ilegais".Há quem dirá que são de "interesse público", porque "revelam o verdadeiro carácter" e a hipocrisia de Brown. Hipócritas são aqueles que fingem acreditar que, como muito bem disse Vasco Campilho no twiiter, "não há ninguém que, nalgum momento, não tenha acenado a alguém enquanto entre-dentes lhe chamava de parvo". Isto não define o carácter de ninguém, muito menos um político desgastado, sob enorme stress, numa disputa eleitoral renhida.O segundo aspecto, e o que mais me interessa, é a "gestão da crise mediática" dos conselheiros de Gordon Brown. O pedido de desculpas público, a explicação dada numa entrevista à BBC, creio que se impunha. O caso foi demasiado exposto.A ida de Brown a casa da Sra. Duffy, para lhe dar explicações pessoalmente, e ainda se desculpar com o seu satff, foram, a meu ver, patéticas e absolutamente desnecessárias. Segundo as sondagens, os mesmos que acharam um escândalo o que ele disse da "bigotuda" senhora, acharam que Brown não estava a ser sincero (e acredito que não) e os que não lhe deram importância talvez se tenham sentido um pouco incomodados.O desvario mediático, levado aos extremos no Reino Unido (parece que a Sra. Duffy já tem um agente de relações públicas) leva ao desnorte da comunicação de crise. Estamos a criar políticos patetas e medrosos e uma opinião pública intoxicada, quando os desafios dos países e das populações nunca foram tão terríveis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36

Mensagens


5 comentários

Sem imagem de perfil

De carlos vargas a 29.04.2010 às 19:21

Jornalismo Caterpilar

Afinal o Jornal de 6ª estaria muito bem na rede SKY.

Se o caso da escuta da Sky News a Gordon Brown tivesse acontecido com David Cameron ou Brown estivesse melhor nas sondagens não sei se o Sr Murdoch deixaria passar.

Mas como a publicação ilegal de uma conversa totalmente privada ocorreu com Gordon Brown, em baixo nas "polls",
a SKY conseguiu um grande "furo jornalístico".

O "jornalismo" caterpilar faz o seu caminho. Arrasando os direitos, liberdades e garantias dos cidadãos para gáudio de públicos "voyeurs".

Afinal, o Jornal de 6ª estaria igualmente bem nas cadeias de televisão, rádios e jornais que reproduziram a "notícia"
alegremente.

O "jornalismo" caterpilar vai fazendo a sua época pela mão de profissionais sem tino ou sem carácter, a benefício de uma clique cinzenta de patrões de media sem escrúpulos.

Há dias em que me apetece entregar a carteira profissional e tornar-me barman ou DJ. Seria mais popular e mais feliz.


Carlos Vargas

Jornalista
Sem imagem de perfil

De Alda Telles a 29.04.2010 às 19:59

Também não me parece que seja por acaso que o "furo" seja da Skynews, mas os jornais ingleses estão abertamente politizados e assumem os seus "candidatos".
Parece, infelizmente, uma tendência, mais ou menos assumida.
Esperar a auto-regulação ou que o público se revolte contra aquilo que chama de "jornalismo caterpillar", parece, infelizmente, uma guerra perdida (as vendas do So duplicaram com o folhetim da Face Oculta).
Por isso me parece que os políticos e as figuras públicas em geral não se podem deixar instrumentalizar até aos limites do patético.
Que é o que está a acontecer.
Sem imagem de perfil

De carlos vargas a 29.04.2010 às 20:25

Verdade.

Muitas vezes são os pollticos fornecem os pretextos que alimentam o lixo jornalístico. O caso de Brown é exemplar.

Noutros casos, como no cerco a Sócrates, talvez nem tanto.

Em todo o caso, acho que em geral são vítimas de uma atitude auto-suficiente em matéria de comunicação, que os leva a não utilizar as pessoas certas no momento certo.

Se Brown ontem tivessse tido o apoio de um profissional competente de RP não teria cometido o erro de uma resposta desporcionada e que falhou totalmente o alvo.

Confiança política (no staff de campanha) não quer dizer competência para resolver com eficácia uma emergência.


P.S. Estou longe de esperar uma Maria da Fonte à porta da ERC. Sei que o lixo informativo tem clientela muito fiel. Mas na CS pública podia ser diferente. Não havia necessidade...

CV
Sem imagem de perfil
[...] This post was mentioned on Twitter by Alda Telles, Alda Telles and Carlos Vargas, Código Fonte. Código Fonte said: Bigotgate: Uma tempestade numa chávena de chá? (Blogpost) http://bit.ly/clwk52 [...]
Sem imagem de perfil

De Telmo Carrapa a 30.04.2010 às 12:38

Alda,

Não poderia estar mais de acordo contigo.

Telmo

Comentar post



Pesquisar

  Pesquisar no Blog





Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.